• Artista-pesquisador e seus campos de atuação- Galeria Espaço Piloto - UNB

  • Artista-pesquisador e seus campos de atuação- Galeria Espaço Piloto - UNB

  • Voltar
Vistas da exposição
Trabalhos de Rafaela Jemmene (mesa) e Nat Couto (video ao fundo esq.)
Trabalhos de Fernanda Grigolin (impresso a esq.), Rafaela Jemmene (mesa) e  Gustavo Torrezan (lambe-lambe).
Trabalhos de Rafaela Jemmene (mesa central). Glayson Arcanjo (mesas ao fundo e direita) e Gustavo Torrezan (Lambe-lambe ao fundo esquerda)


Abaixo detalhe dos trabalhos apresentados por Glayson Arcanjo:


 
 


  

Artista-pesquisador e seus campos de atuação.
(texto divulgação)

Os trabalhos de Fernanda Grigolin, Glayson Arcanjo, Gustavo Torrezan, Natalia Coutinho e Rafaela Jemmene transitam entre referências pessoais, afetivas e políticas colocando em debate as relações entre arte e vida bem como as diversas formas de realizar uma atuação como artista-pesquisador dentro da universidade. Os cinco artistas são pesquisadores na Unicamp e na exposição poderão ser vistos vídeos, cartazes, impressões digitais e livros de artista.
A abertura da exposição será às 19h no dia 07 de maio e contará com a presença de Rafaela Jemmene e Glayson Arcanjo que realizarão um bate-papo.
A exposição permanecerá aberta a visitação entre os dias 7 de maio e 16 de junho, de segunda à sexta, das 10h às 18h.



................................................................

Glayson Arcanjo apresenta grupos de trabalhos que foram inicialmente produzidos em uma residência artística na região central de São Paulo, entre junho e setembro de 2014.

O artista parte da investigação acerca de arquiteturas precárias ou em desuso; dos distintos modos de habitar um lugar e das tensões existentes quando estes são ocupados.

O desenho é percebido como possibilidade poética e/ou como registro e é também entendido como uma espécie de “passaporte”; oferecendo “carta branca” para entrada nos lugares antes inacessives. Estando dentro, realiza ações corporais (ou, desenhos com o corpo) e pequenas intervenções produzidas nos cômodos, sendo boa parte delas documentadas em fotografia ou em vídeo.

A fim de instaurar novos modos de uso dos arquivos é preciso reabri-los, numa busca por reinventar estas experiencias vividas. Ou, o que delas escapam. É neste sentido que, para a exposição no Espaço Piloto, o artista reorganiza os materiais gerados durante a residência, deslocando-os de seu lugar de origem e contexto para oferecer novas possibilidades expositivas; outras temporalidades e espacialidades.


Dados dos trabalhos (de Glayson Arcanjo):

Fachadas. Livro. 20x30 cm. 2015.
Notas de uma desocupação. Livro. 9x14 cm. 2014
Terminologias e definições para espaços em desuso e ocupações temporárias. 16 fichas. 8x13cm cada. 2015
Espaços internos. 02 livros de 14x20 cm. 2015
Ações. 02 grupos de 16 frames de 13x18cm. 2015
Mapa. Impressão. 82x120cm. 2014.

Pés e tabuleiros das mesas : produzidos por Chicão e Maranhão em São Paulo, em maio de 2015.

(Trabalhos realizados durante a residência Phosphorus (edital PROAC) entre junho-agosto 2014 em SP e deslocados com novas configurações para Galeria Piloto em maio 2015).




Contato

glaysonarcanjo@hotmail.com

Nome

E-mail *

Mensagem *

Copyright © Glayson Arcanjo - Site: Santiago Régis